quarta-feira, setembro 27

musiquinha da tarde - tempo para pensar

mais cansativo, paga menos e me faz mais feliz

Another One Goes By
The Walkmen
A Hundred Miles off

Is your skin your skeletons
Splinters my daydreams
Under surface see is it any seed
Shadows fly across the wall
I walk outside and try to see you right in front of me
Silhouette of something sweet and so bright

Don't know what to offer you I'm only broke and lonely
And another one goes, and another goes by
Sometimes when I step outside I see you standing right in front of me
And another one goes, and another one goes by

Don't know what to offer you
I'm only broke and lonely
And another one goes, and another one goes by
Sometimes when I walk outside I see it right in front of me and so
And another one goes
And another one goes
And another one goes

*eu já devia ter cantado essa a tempos...agiora repeat*
*a novela morre, eu volto*

domingo, setembro 24

musiquinha do dia - meio dia

ida e volta

Duk Koo King
Sun Kil Moon
Ghosts of the great higway

looking out on my roof last night
woken up from a dream
i saw a typhoon coming in close
bringing the clouds down to the sea
making the world look gray and alone
taking all light from my view
keeping everyone in

and keeping me here with you around
you now i can't sleep no more baby

around you still
don't want to leave yet

woken up from a dream last night
somewhere lost in war
i couldn't feel my feet or hands
i didn't feel right anymore

i knew there I'd die alone
with no one to reach to
but an angel came down
and brought me back to you

i'd rather leave this world forever baby
than let life go the way it's going

watching an old fight film last night
Ray Mancini and Duk Koo Kim
the boy from Seoul was hanging in good
but the pounding took to him
and there in the square he lay alone
without face without crown
and the angel who looked upon
never came down

you never know
what day could pick you baby
out of the air
out of nowhere

come to me once more my love
show me love I've never known

sing to me once more my love
words from your younger years

sing to me once more my love
songs that i love to hear

birds gather 'round my window
fly with everything i love about the day
flowers, blue and gold and orange
rise with everything i love about the day

walk with me down these strange streets
how have we come to be here
so kind are all these people
how have we come to know them

*Duk Koo Kim
From Wikipedia, the free encyclopedia

The story

Kim was undefeated in 13 bouts when he was assigned by the WBA as the world's number 1 challenger to world Lightweight champion Ray Mancini. However, of his former 19 contests prior to the Mancini bout, 18 had been in his native country, against somewhat obscure opposition, and he had been a southpaw boxer. Many boxers, even experienced ones, simply hadn't been trained to fight a left-handed opponent like Kim. His only overseas bout before the Lightweight championship challenge took place in the Philippines. His opponent, Tony Flores, was also not very successful (3-7-0 his entire career, 3-2-0 at that time).

Kim had to struggle mightily to lose weight on the days prior to the bout so that he could weigh in under the Lightweight's 135 pound limit, or, as they say in boxing, "make weight". Prophetically, he wrote the message "kill or be killed" on his Las Vegas hotel room's mirror only days before the bout.

Mancini and Kim met in an arena outside Caesar's Palace on November 13, 1982. In what many ringside observers have described as an "action-packed" fight, Mancini and Kim went toe to toe for a good portion of the bout, but by the latter rounds, Mancini began to dominate the young challenger. Spent and battered, Kim went into round 14 with little left and Mancini dropped him. He got up, but the fight was stopped and Mancini retained the title.

Minutes after the fight was over, Kim collapsed into a coma, and was taken to a hospital. Emergency brain surgery was performed there to try to save him, but that effort proved to be futile, as Kim died 5 days after the bout on November 18. The week after, Sports Illustrated published a photo of the fight on its cover, under the heading Tragedy in The Ring.

Kim had never had a 15-round bout before. He had been to round 12 only two times before his deadly last bout. In contrast, Mancini was much more experienced at the time. He had fought 15-round bouts three times, went on to round 14 once more. Mancini also had won a 12-round bout with another excellent southpaw boxer Jose Luis Ramirez (71-3-0 at that time, 102-9-0 career record). Kim compiled a record of 13 wins and 1 loss, with 10 knockouts.

The aftermath

Mancini went through a period of reflection, as he blamed himself for Kim's death. After friends helped him by telling him that it was just an accident, Mancini was able to go on with his career, but Kim's death would always haunt him. The bout's referee, Richard Greene, committed suicide in February of 1983, and so did Kim's mother, four months later.

Boxing Rule Changes

Many reforms in boxing took place after this fight. The WBC, which was not the fight's sanctioning organization, was the first one to step up and admit, during their annual convention of 1982, that many rules and areas concerning fighter's medical care before fights needed to be changed to improve a fighter's chance of surviving a fight. WBC president Jose Sulaiman declared that, immediately after the Mancini-Kim bout, the WBC and their medical advisors had conducted a study that revealed that most fighters get injured more severely during rounds 13, 14 and 15, so the organization immediately decided to reduce the number of rounds in their championship bouts from 15 to 12.

The WBA and the IBF followed the WBC in 1987. When the WBO was formed in 1988, they immediately began operating with 12 round world championship bouts.
Ironically, after the new rule, the WBC and WBA each stripped fighters of their championships for 15 round bouts when the new rules called for 12 rounds.

Apart from the round reduction, the years after Kim's death would bring such new implements on a fighter's check up before fights as electrocardiograms, brain tests, lung tests and other medical tests. As one boxing leader put it, "A fighter's check-ups before fights used to consist of blood pressure and heartbeat checks before 1982. Not anymore."

Many state and national federations also made reforms with fighter safety by implementing a mandatory eight count, where once a fighter was knocked down, the referee would give a count of eight seconds to the fallen fighter, regardless of the downed fighter rising immediately.
Some states also adopted the standing eight count, where a fighter in peril and on the ropes, with a potential knockdown looming, may be charged with a knockdown at the referee's discretion, with the opponent being asked to appear at the neutral corner as if an actual knockdown occurred, and the referee giving the "downed" fighter the mandatory eight count.

Others also implemented the three knockdown rule, which states when a fighter is knocked down three times, it is a technical knockout and the fight ends.

Popular renditions

The story of Kim's life was taken to the big screen in his native South Korea: Director Kwak Kyung Taek directed the movie named Champion, and actor Yu Oh Seong starred as the fallen boxer.

Kim is mentioned in Sun Kil Moon's song named for him on the album Ghosts Of The Great Highway. It happens to be 14 minutes long, the number of rounds he lasted in his final bout.

Kim is mentioned in a Warren Zevon song, titled "Boom Boom Mancini," on the 1987 album Sentimental Hygiene.*

*Drama king*
*para Julio*

quinta-feira, setembro 21

Sun Kil Moon - Neverending Math Equation

I'm the same as I was when I was 6 years old

Never Ending Math Equation
Modest Mouse
building nothing out of something
Performed by: Sun Kil Moon

I'm the same as I was when I was 6 years old
And oh my God I feel so damn old
I don't really feel anything
On a plane, I can see the tiny lights below
And oh my God, they look so alone
Do they really feel anything?
Oh my God, I've gotta gotta gotta gotta move on
Where do you move when what you're moving from
Is yourself?
The universe works on a math equation
that never even ever really ends in the end
Infinity spirals out creation
We're on the tip of its tongue, and it is saying
We aint sure where you stand
You aint machines and you aint land
And the plants and the animals, they are linked
And the plants and the animals eat each other
Oh my God and oh my cat
I told my Dad what I need
Well I know what I have and want
But I don't know what I need
Well, he said he said he said he said
"Where we're going I'm dead."

*porque estou, de novo, apaixonado por Modest Mouse*

segunda-feira, setembro 18

musiquinha da noite - repeat

vazio e a espera - de novo

Modest Mouse
Building nothing out of something

I fell in love andI needed a roadmap
To find out where you lived
So excited now
Sleepwalking, cuz I'm sleepwalking

The white trash boys
Listen to the headphones
Blasting white noise
In the convenience store parking lot
I hung around there
Wasting my time
Hoping you'll stop by
Cuz I'm sleepwalking, I'm sleepwalking

A mutual friend's parents
Left town for a week
So we raided their liquor stash
And walked down by the riverside
Sleepwalking, cuz I'm sleepwalking

*final de dia emocionalmente desgastante*
*preciso dormir*
*voltando - de novo e de novo*
*parece uma piada, ou um prêmio, mas é trabalho (que no fundo é também um prêmio)*
*reação inesperada*
*era para ter dito não, obrigado...eu não consegui*
*não estou rasgando muitas coisas também*
*não era para ter balançado..catzo..mas agora preciso me agarrar em algúm lugar para...*
*dessa vez nem vai ter convite..não vai dar mesmo..mas ver de cima..ahhh já vai ser ganhar o dia*
*chove ai*
*me repetindo...*

domingo, setembro 17

nem adianta

a torcida é forte..mas não tem jeito...

não acontece:

  1. Jake Plumer levar Denver Broncos ao Super Bowl;
  2. torcer contra Payton Manning (não dá o cara é PH O DA!);
  3. Tasai Ming Liang fazer uma comédia;
  4. Kin ki Duk fazer um filme sem barroquismo;
  5. Chorão fazendo participação especial no show do Los hermanos;
  6. Paul Banks usando voice coder;
  7. Palmeiras na Libertadores;
  8. sorteio de uma bolsa de estudos na Espanha;
  9. empresa grande (ou que se vê como) com pessoas de bom caráter nos postos chaves;
  10. fazer filmes E ganhar dinheiro com isso;
  11. honsetidade e espírito esportivo em Schumacher;
  12. e mais uma quantidade de coisas que não convem contar;

*Não adianta, a temporada promete (e até agora cumpre) ser penosa...Jake, um grande cara, boa praça, bom coração..mas não vai rolar...Jay Cutler já! (sim, sou corneteiro)*

através da janela

eles pintaram a faixa de pedestre..e recapearam..e depois choveu

Asfalto molhado

o contraste ficou bem maior que esse ai. choveu...e fez um pouco de frio. e assim redescobri Architcture in Helsinki.

quinta-feira, 17 de setembro começa o Festival Rio BR...que nos últimos 5 anos tem dado um pau na programação da Mostra de São Paulo:

Premiere Brasil

  • Antonia - Tata Amaral ;
  • O Ano em que meus pais saíram de férias - Cao Hamburguer - sério candidato a filme do ano;
  • Acidnte - Cao Guimarães e Pablo Lobato;
  • Ato dos homens - Kiko Goifman

Panorama do Cinema Mundial

  • A Última Noite (A Prairie Home Companion), Robert Altman;
  • A Scanner Darkly, Richard Linklater;
  • Marie Antoinette, Sofia Coppola (candidato a filme do ano, com ou sem as vaias de Cannes);
  • The Wind that Shakes the Barley, de Ken Loach (palma de ouro-Cannes/06);
  • Volver, Pedro Almodóvar;
  • As Torres Gêmeas (World Trade Center), Oliver Stone;
  • A Rainha (The Queen), Stephen Frears ; (Melhor Atriz para Helen Mirren - Venza 06)
  • A Fonte da Vida (The Fountain), Darren Aronofsky (um pé atrás, epois do brilhante Pi, o afetado Requiem for a Dream);
  • Flanders, Bruno Dumont (França);
  • Luzes na Escuridão (Lights in the Dusk), Aki Kaurismaki;
  • Rascunhos de Frank Gehry (Sketches of Frank Gehry), Sydney Pollack;
  • O Crocodilo (Il Caimano), Nanni Moretti (querido!!!!);
  • O Caminho para Guantánamo (The Road to Guantanamo) Michael Winterbottom, Mat Whitecross;
  • Time, de Kim Ki-duk (sente-se e aguarde a bomba);
  • A Comédia do Poder (L'ivresse du pouvoir), Claude Chabrol.
  • Retrospectiva - Luchino Visconti

Em falta:

Sanxia Haoren (Still Life) - Jia Zhangke (Leão de Ouro Veneza 06); Quei Loro Incontri, Jean-Marie Straub e Daniele Huillet; Hei yanquan (I Don't Want to Sleep Alone), Tsai Ming-Liang; Sang Sattawat (Syndromes and a Century), Apichatpong Weerasethakul, do belissímo Mal dos trópicos (Falta Gravisssíma);

* Mesmo assim quero ver a Mostra de São Paulo bater....(não bate mesmo)

*Ai eles me ligaram e disseram: vai ver o festival do rio..e a mostra d sp..a gente te paga o mesmo salário..depois nem precisa voltar...(tá eu sei..eu estou me enganando de novo....)

Musiquinha do mês passado - sexo, bergman e rock and roll

Garotas Suecas...(Bibi and Liv) - Persona - Ingmar Bergman...fodão!

Bacana, Bacana
Garotas Suecas
Hey Hey são os garotas suecas (parte I)

Quando deixei de te encontrar achei estranho
Todo lugar que eu ia você estava lá
estranho, estranho

Você semper me disse sobre o certo e o errado
Me livrava da confusão logo antes de eu entrar
errado, errado

Sempre me aconselhou a fazer coisas bacanas
Com sua ajuda eu curtia sem parar
bacana, banaca

ficar sem te escutar não dá pra aguentar
o que que eu vo fazer sem você para me dizer

agora sem te ouvir faço tudo ao contrário
tudo que me ensinou eu consgui esquecer
contrário, contrário

eu só penso e faço tudo que é tolice
nada do que eu tenho hoje eu posso merecer
tolice, tolice

quando dixei de me encontrar achei estranho
todo lugar que eu ia eu não estava lá
estranho, estranho

*deixei passar batido umas semanas, atrás..divertido pra caraleo*
*Bergaman é Deus e Deus é cruel*
*por isso garotas suecas (as do cinema e os da música*

sexta-feira, setembro 15

o segredo da vida

uma das boas coisas que podiam ser ouvidas lá...entre TODAS as outras

Saudades - a difícil missão de lhe dar com perdas (e substituições)

Listeners, fans and friends,

This sucks.

This is the moment all of us hoped would never come. After plugging away at this for the past two years, it’s become pretty clear that operating woxy.com as a stand-alone Internet "radio station" is not going to cut it. Our operating costs are higher than you might think, and the revenue we were able to generate from advertising isn’t close to supporting what we’re doing. Even membership revenue wasn’t enough to get us there. When your business doesn’t make money, you eventually go out of business.

With this in mind, we’ve been looking for either a significant partner – someone with a larger plan into which woxy.com could be plugged – or an outright buyer. That search hasn’t been fruitful. We’re still willing to entertain offers and explore possibilities (email bryan@woxy.com), but our time is short. We thought it was time to share our situation with you ... to give you a heads-up.

You might be saying, "What can I do to help?" Unfortunately, unless you have significant investment capital and a way to profit from the wonderful programming we create, you can’t. As of today, we will no longer be selling or renewing memberships or accepting contributions. Please don’t send us money ... it will just mean we have to send it back to you.
Now is a good time to say THANK YOU to our incredibly patient, generous and kind angel investors. Without them ... well, we wouldn’t have had the chance to even be in the game.

They’ve enabled everything we’ve accomplished over the past two years, and for that, they are saints to indie rock lovers everywhere.

We did investigate an alternative: stripping our operations to the absolute bare minimum by cutting back to one staffer, no more DJs, no more Lounge Acts, etc. We decided it wasn’t worth it. It wouldn’t have been true to what woxy.com is, and it wouldn’t have honored the legacy of 97X.

While woxy.com may have failed in a business sense, we’re pretty proud that we managed to put out some of the most passionate, unique and interesting programming on the Internet and elsewhere. We showered love and airplay on countless bands who otherwise would have received none, garnered national press attention and hosted nearly 200 live Lounge Act performances. Not too bad for a little, four-person Internet radio station from Cincinnati.

A radio station is only as big as its listeners make it. We’re not BS-ing when we say that you guys, our supporters, are the most amazing people on the planet. THANK YOU. The dedication and enthusiasm you’ve shown for what we do is staggering and inspiring. Thank you to everyone who stepped up to become a member, generously made a contribution, emailed (spammed) your friends, spread the gospel of woxy.com and – most of all – listened.
Barring something exceptional happening in the next two weeks, we will silence our broadcasts on Friday, September 15th.

Sometimes no matter how hard you try and how special the thing you do, it simply isn’t enough to beat the odds. It’s the cold reality of business that not even we could escape. When September 15th comes, we’ll meet it proudly with heads held high and celebrate the past two years of woxy.com and the spirit of 97X. For those lucky enough to have been part of it, The Future of Rock and Roll will forever be in our minds and hearts.
So enjoy these last two weeks with us. Shall we rock?

Eternally yours,

Transmissão histórica - woxyFM (my love)

Set List:

Yo la tengo
Boy in Static
Misson of Bruma
Gang of Four
Tom York
Clap Your Hands and Say yeah
Say hi to your mom
Hartless bastards
Cat Power
Teenage funclub
Exile to Elba
Rilo Kiley
...etc..etc etc..

vai deixar muitas e muitas saudades...phoda =:(

quinta-feira, setembro 14

Musiquinha da noite - para suportar

Tanks a lot mr. Matt and Lulina

Christmas Lights
Lulina and Matt Love

Papai Noel, Papai Noel
me dá uma carona no seu trenó
quero encontrar o meu amor
não quero me sentir tão só

eu vou ficar com
minhas meias coloridas na janela
pra esperar você passar e me levar

Christmas lights are in my eyes,
reflections of my light inside
But everyday I'm away
I'm scared that light has died

I wouldn't tell just anyone
But I'm feeling like a child,
I feel so frightened and alone
Like I'm lost out in the wild

I miss the bands, I miss the bars,
The places that we used to go
I miss the rain upon my skin
And the faces of the folks I know

Christmas lights are in my eyes,
Reflections of my light inside
But everyday that I'm away
I'm scared that light has died

Vou esperar na mesa do jantar
Papai Noel chegar,
Papai Noel chegar
e me levar

send my love to everyone
Please pass the word along
I wish I had the time to write
a letter or a song

Everything here happens so fast
There's so much I'd like to say
And I sure wish I was going home
For the holidays

Christmas lights are in my eyes,
reflections of my light inside
But everyday that I'm away
I'm scared that light has died

eu vou sorrir
com os fogos de artifício na janela
porque não estou aqui
porque não estou aqui

*Simpatississímo mr Love*
*She performed that live..about two months ago...and i missed*
*se a falência não prevalecer...Milo no sábado*

Antother big day coming

Ida e Volta

Place to stay like a home

quando vou não quero voltar. porque sempre me dixa assim, com as bochechas altas e rosadas e com os dentes escondidos.

e porque é terra de gente querida de voz doce e sotaque musical.

*a dislexia domina completamente..precisando, de novo, de férias*

terça-feira, setembro 12

Musiquinha da Noite - La Playa

Probably my own name

Malibu love nest

honey, bunny, come on
it's time to put the diamonds on
in the bathroom on the plane, on the bus and
on the train
I'll write your name
in Malibu

inside Italian magazines
in my wishes and my dreams
on the walls and on the streets,
in the sand and on the beach
I'll write your name
in Malibu

you will call me Robespierre
put the powder in your hair
moonman light, this crooked sky
there is something in the air

*it's something in th air..in..that place..i know it*
*calor insuportável....aliás poucas coisas suportáveis por hoje*

coisas que eu preciso ter

casa de tereza...cont

Lista de Compras


sangue de gente

pouco de habilidade política

dose leve de cinismo

alguma certeza

espirito competitivo

estômago maior


cara de pau


qualquer apego à estabilidade

de fato..não sei me agarrar largou largou, aduestchau...e assim mais um ano procurando

segunda-feira, setembro 11


capa de CD - queridos

acabou. fim

depois explico melhor a sensação. leve. novo ..algo vai fechando. e ao mesmo tempo que as nuvens carregadas se foram, a turbulência do novo. longe longe longe..finalmente mais um ciclo (tchau).

We will become silhouettes

ao ter encontrado o besta fera, encontrei aquilo que faltava para descarrego. agora...bem agora let's go.

domingo, setembro 10

Perfect Day

Snake Day

XY's Sunday

Formula 1 - Futebol - Futebol Americano - musiquinhas - cartas para Madrid - Cartas para Bogotá - pizza gelada no café - ...enfim.. um dia de preguiça total e coceira no saco

hoje, grato por ser burro e simples.

Abertura da NFL. dia de Snake. Ontem Parmera. história também nos carros... o tcahu do maior trambiqueiro da história daquilo que um dia foi esporte (segundo alguém que tem verve)

no som Lulina..a única coisa doce do dia..o resto é só gritaria e descarga de hormônios.

quase arrependido de não ter ido ontem...foda-se.

sábado, setembro 9


sei..hematomas e todo o resto

Yi Yi

Eu fui o dedão ficou...e estava de costas

lembrei porque não tive celular por a long time

mas também me lembrei, e ai não tem cordura que possa

quem eu queria que tivesse não vai estar. assim descobri que entre todas as músicas (são) passíveis de dança figuratambém Eliott Smith em três tempos, lounge das 6 e meia da matina..nada mais próprio

dependndo da conta dois (dando um desfalque dois) para ver

incrivel mas produção por favor...gosto mesmo.

meu pai é um cara bem intencionado porem dsastrado...o presente é bonito, não nego...mas teria mais serventia um HD novo ou espécie para milo.

feirinha da benedito para chorar, pensar na monogoma, na simplicidades, quero trocar meus mp3 por vinis..quero o aparelho de som..quero uma máquina reflex...talvez eu queira um D´lorean e um amigo cientista que se pareça ao Einstein...estou na década errada.

e teve arroz com lentilha...

segunda-feira, setembro 4

Musiquinha do final de semana - promessas


The Times They Are A-Changin'
Bob Dylan
Performed by: A Whisper in the noise
on: Lady in the wather soundtrack

Come gather 'round people
Wherever you roam
And admit that the waters
Around you have grown
And accept it that soon
You'll be drenched to the bone.
If your time to you
Is worth savin'Then you better start swimmin'
Or you'll sink like a stone
For the times they are a-changin'.

Come writers and critics
Who prophesize with your pen
And keep your eyes wide
The chance won't come again
And don't speak too soon
For the wheel's still in spin
And there's no tellin' who
That it's namin'.
For the loser now
Will be later to win
For the times they are a-changin'.

Come senators, congressmen
Please heed the call
Don't stand in the doorway
Don't block up the hall
For he that gets hurt
Will be he who has stalled
There's a battle outside
And it is ragin'.
It'll soon shake your windows
And rattle your walls
For the times they are a-changin'.

Come mothers and fathers
Throughout the land
And don't criticize
What you can't understand
Your sons and your daughters
Are beyond your command
Your old road is
Rapidly agin(g)'.
Please get out of the new one
If you can't lend your hand
For the times they are a-changin'.

The line it is drawn
The curse it is cast
The slow one now
Will later be fast
As the present now
Will later be past
The order is
Rapidly fadin'.
And the first one now
Will later be last
For the times they are a-changin'.



----> Se o filme for 50% do que é o trailer (que é putalindo) teremos o melhor filme brasileiro realizado desde A lavoura Arcaica (Cao Hamburguer não costuma errar) - em cartaz no frei caneca 01 - quando disponível no youtube ou em algum lugar jogo aqui!

* O Homem Aranha 3 - promete ser o melhor da série, que já é phoda! - Casili já tinha avisado* (blogspot não colaborou com a imagem)

Ciclo das águas - parte 2

meio naufrago

A Casa do lago (The Lake House, 2006, EUA )Alejandro Agresti


Uma médica solitária, outrora habitante de uma rara casa localizada ao lado de um lago, começa a trocar cartas de amor com o mais novo residente do lugar, um arquiteto frustrado. Descobrem estar separados no tempo por dois anos. Terão então que resolver o mistério por trás desse extraordinário romance antes que seja tarde demais. Refilmagem de um filme coreano chamado 'Siworae'.

Fonte: Cine Players

Base Ardilosa

Casa no lago de Alejandro Agresti, do simpatississímo Valentin, tinha tudo, tudo tudo para fazer o filme pegar. uma dupla de atores carismáticos, boa vontade e uma história que podia dar muito caldo e do bom.

ai ele foi filmando, filmando, filmando..e acho, se esqueceu do queria falar e arrematou o filme, ainda bem, da maneira mais óbvia possível. aquela altura ele estava tão perdido e por tanto tempo que arriscar qualquer coisa quiçá (uma palavra legal) levasse o público a fúria absoluta.

e veja bem o filme tem, para mim: tema catártico, música catártica..tudo para me fazer grudar na tela e sair de lá perdido, sem rumo ou noção de onde estava. mas ele vai apontando para o lugar comum, aliás desde o começo, e por fim quando resolve acabar com aquele samba enrredo torto, ele me enfia Time has told me justamente no momento que ele NÃO podia enfiar e estraga a imagem e achata uma música que é gigante!

não bastasse, o personagem de Keanu, um arquiteto, tem uma visão tão pobre sobre espaço que chega a ser constrangedor. aliás o tema é ardiloso para o ano no qual foi lançado Medianeras, (curta do também argentino Gustavo Taretto). Alex é certamente um daqueles arquitetos responsáveis pela "claustrofobia, sindrome do pânico, insônia, mal estar, aflição, depressão e suicidios dos quais exceto sucidio, o personagem central de Gustavo sofre de todos".

todos os ingredientes estavam ai. Casa no Lago podia ter sido hoje para mim o que foi Celebridades de Woody Allen em 2000 (ano de estréia no Brasil)... mas infelizmente ..não foi..

Nota: a fotografia é impecável...linda linda....mas um desperdicio.
Nota também: plano de abertura lindissimo em detalhe nos olhos de Sandra que aliás é protagonista da melhor cena quando coloca a carta na caixa ao final.. que coisa mais bem filmada...de uma dignidade e um respeito pelo personagem impressionantes!

Ciclo das àguas - parte 1

era uma vez...

A Dama na água (Lady in the wather, 2006, EUA) M. Night Shyamalan

swimming pool

Cleveland Heep (Paul Giamatti) tenta desaparecer entre as lâmpadas queimadas e os objetos quebrados do complexo de apartamentos Cove. Mas, na noite que muda irremediavelmente sua vida, Cleveland encontra outra pessoa se escondendo na rotina mundana do prédio modesto – uma jovem misteriosa chamada Story (Bryce Dallas Howard), morando entre as passagens sob a piscina do prédio.

Cleveland descobre que Story é na verdade uma “narf” – um personagem como uma ninfa, de uma história infantil épica, que está sendo perseguida por criaturas malignas que querem impedir que ela faça a perigosa viagem de volta do nosso mundo para aquele de onde veio. Os poderes especiais de percepção de Story revelam os destinos dos moradores do prédio, colegas de Cleveland, que estão ligados diretamente ao dela própria, e eles devem trabalhar juntos para decifrar uma série de códigos que vão abrir o caminho rumo à liberdade.

Mas as chances de Story voltar para casa estão se esvaindo rapidamente e os moradores estão arriscando a própria vida para ajudá-la. Cleveland terá de enfrentar os demônios que o seguiram até Cove – e os outros moradores deverão usar os poderes especiais que Story fez surgir neles – se esperam ter sucesso na luta audaciosa e perigosa para salvar o mundo de Story...e o nosso.


Abrindo mão

"Hoje esperamos um filme do Night como se esprava os filmes de Spielberg a um tempo atrás.. e quando acontece isso a gente fica meio frustrado. eu esperava tomar mais susto"

A primeira impressão que tive foi exatamente esta. pelo menos durante o filme. de cara na primeira cena Shyamalan aponta para uma direção bem característica dele: o fator supresa no contracampo...expediente padrão de qualquer filme de suspense. fazer o espectador esperar o inesperado, e quebrar-lhe o tempo bem nas pernas.

mas com o passar do filme Night simplesmente esquece ou ignora qualquer tipo de surprea. e a narf é aceita como tal sem traumas, o bicho malvado é mostrado logo de cara..e quase nada de mais. exceto pela sequência na qual Clevland tenta levar Story para a piscina e com uma montagem de som brilhante e cortes cirurgicos a tensão é elevado próximo ao ponto de coração pular da boca. e na sequência seguinte de Story entrando prédio adentro e Clevland chega para socorrer mais uma vez o som grave a antever o desastre...ever works...

fora isso a história a cada minuto que passa vai ganhando contornos de fábula..aha! como aquilo que Spielberg, aquele a quem esperavamos fazia! a batida história do herói redimido com sua segunda chance e a descoberta dos potênciais em cada um de nós, simples mortais. uma ode a para que cada um tire de si aquilo que considra ter de mais bonito.

no entanto, por incrível que pareça, justamente a opção de MOSTRAR em vez de ESCONDER é o que torna o final deste filme tão espetácular. lindo de dar nó na garganta e vontade de chorar..vontade essa que não passa com o fim dos créditos...o espectador sabe sempre onde está o bicho mal, até CAM ponto de vista tem..mas numa decupagem brilhante e reveladora ele vai desdobrando toda a emoção através dos olhares daqueles personagens comuns que realizam um grande feito, atores de uma fábula. quando todo o bem é carregado de volta a sua terra...e ficamos todos lá..naquele plano da água, naquele corte final com gosto de sal na boca.

Nota mental para a bela trilha com direito a Bob Dylan e Cibo Matto...bem verdade que o uso dela durante todo o filme me incomodou um pouco. assim como me incomodou um pouco a inocência... tenho tempo para pensar melhor, até mesmo com Steven tenho sido bem condescendente na reavaliação da obra.(grande coisa..como se isso fosse importante para ele!)

não vou negar...esse final me deixou embasbacado!!!!(com direito a trilha sonora fodástica..a qual será a musiquinha do final de semana).

ah é sempre estranho quando David Lynch tenta fazer um filme cartesianinho, sem aberrações. assim como pode ser frustrante ver um filme de Night sem muitos sustos..mas classificar a atuação de Bryce Dallas Howard de apagada é caso de internação (no caso internação do Sr Miguel Barbieri Jr - reporter da veja..e eu ainda me importando...)

Unibancools e distribuidoras picaretas

sabor de uma boa trepada

O sabor da Melancia (Tian Bian yi Duo Yun - 2005, FRA/TAI) Tsai Ming Liang
*Distribuidora: Imovision

Nuvens Carregadas

De volta de uma viagem à França, a jovem Shiang-Chyi (Shiang-chyi Chen) chega a Taipé e descobre que o local onde marcou um encontro com o vendedor de relógios Hsiao-Kang (Kang-sheng Lee) está destruído. A cidade também sofre com uma estiagem terrível, que a obriga a encher garrafas de água em banheiros públicos ou matar a sede com suco de melancia. Um dia, ela e Hsiao-Kang se encontram por acaso no parque e iniciam um romance. O que ela não sabe é que o vendedor agora atua como ator pornô em produções filmadas próximo à sua casa.

Fonte: yahoo


ir ao espaço unibanco de cinema é um status. quem frequenta sente-se mais inteligente. e justamente por estar lá apenas para a misè en cene acontecem situações constrangedoras como as que presenciei neste final de semana.

em boa parte pela picaretagem da imovision, distribuidora do filme no Brasil. O sabor... já havia passado aqui na Mostra Internacional de Cinema de 2005 (se não me engano) sob o título Nuvens Carregadas o que é sintaticamente bem mais próximo ao estilo Tsai Ming Liang de fazer filme. no entanto o novo nome em português não é de todo ruim..na verdade é uma bela idéia...não fosse o cartaz e a propaganda, vendendo-a como um músical/comédia. Linag deu um nó na cabeça da galera. ninguém entendeu nada. ou entendeu e foi muito mal intencionado. e o público, frequentador do Unibanco, que já DEVIA estar avisado do que significa um filme com chancela Tsai Ming Liang caiu como patinho...por ser o público que é.

mas antes fosse só o público. a própria critica caiu na pegadinha.

O Sabor da melancia nasce como continuação da história dos personagens de dois filmes anteriores A Hora da Partida, de 2001 e o curta de 2002 The Skywalk is Missing. No primeiro plano do filme já somos avisados que estamos vendo um genuíno Tsai. um plano sequência gigantesco com câmera parada no hall de um edifício. em seguida a primeira cena de sexo e uma escolha ousada de enquadramento. o público, bem avisado que está de que aquilo é uma comédia e por, provavelmente nunca ter saído do papai e mamãe na cama, começa a gargalhar. o que pode parecer bizarro a primeira vista, filtrado pelos olhos de Liang torna-se fudidamente sexy. um público menos letrado teria sido levado à suruba naquele exato momento do filme.

não só isso, mas a partir daí o taiwanês cria o gancho que ele precisa para falar de sexo/desejo e amor (chame como quiser, mas são doi e não um só). através da melancia. delicado como sempre cria momentos de te(n)são em longos planos quietos e lentos, especialmente quando o assunto filmado é comida (poucas vezes o dueto comida/sexo foi tão bem usado).

a cena dele fumando com o cigarro nos pés dela é ótima. a sucessão de cenas entre o casal protagonista vai ganhando a cada sequência um ar sexualmente cada vez mais tenso. ela louca de tesão por ele e ele querendo evitar o sexo (talvez por ser ator pornô e nutrir um enorme carinho por ela). até que as coisas vão quase a vias de fato, em outra cena linda quando ela vai abraçando-o pelas costas aos poucos..tudo meio aos poucos e com algumas explosões...até o final do filme quando..bem..ai vocês vão ter que vir...quando finalmente entndemos a escolha do título em português

pegadinha dois: o fato de ter algumas músicas e um número com clara referência a Gurda Chuvas do Amor não faz do filme propriamente um musical. só que ninguém entendeu isso.

não é de fato o melhor que Tsai Ming já fez. nem de perto, mas tem pedigree. atenção à sutil montagem de som nos momentos chaves do filme...e o quanto pode ser feito com a ausência. claro aos enormes planos sequências...

quem acha que isso é uma comédia e musical está é bem louco... e não..Tsai não tem problemas sexuais..possivelmente ele tenha soluções. problemas temos nós.

domingo, setembro 3

curtas, longas, música e o bode do fim de domingo

é como tomar banho no calor senegalês

17o Festival Intrnacional de Curtas metragens

Devia ter visto mias duas sessões..quinta não fui por pane menral e sábado por incapacidade física...motora e obrigações pessoais (odeio toda e qualquer operadora telefônica)..haja..mas levando em conta até que 4 sessões é um bom número

Resumo da ópera: 5 sessões vistas - 2 filmes geniais, que não se perderam..vai ficar na memória.. e enquanto for importante, não se perde (Medianeras e Tokki wa gom)

Garotas Suecas

Banda muito divertida. bom show era para dançar e conhecer. isso na sexta de noite na outs...
anotação mental: prestar atenção neles!

Milos, sábado

às vezes tenho preguiça da músca e da gente...troféu carinhamaischatodetodabalada pra mim. mas valeu escutar 4 Modest Mouses encerramento com chave de ouro Bjork..tirou do bolso, além de outras pérolas..Guabe com sono..gente estranhissíma..nunca vi pessoas ocuparem tão mal o (pouco) espaço. sem contar que os caçadores em maioria na salinha...cadê as pessoas que foram se divertir??????

no final...caimbras...meus cabelos brancos já não deixam mais. (bi campeão não rola mais)

aliás a músiquinha da noite entre Cibo Matto e Modest..

sábado, setembro 2

Garotas Suecas

Hora da Bola

Canção de Passarinho

Olhar pro teu pé
Buscando um caminho
Olhar para o céu
ser um passarinho

Pensando baixinho
para você nunca me escutar
e saber

Eu sou bem maior do que o que eu sinto
não quero ter dó de ....
eu queria falar pra você nunca me escutar
e saber que você

Debaixo do Sol tem um calafrio
e se estamos sós parece um trio
sempre eu e você e alguma coisa
que eu não sei dizer...não posso dizer
por isso

Olhar pro teu pé buscando um caminho
olhar para o céu ser um passarinho
cantando baixinho para você nunca me escutar
e saber que você

*pensei nisso a tarde toda*
*Garotas Suecas é bem BOM..divertido...é até crueldade*

sexta-feira, setembro 1

Alguém me tira daqui!

Ap de Luiza..cont

Plantão da Sexta

Por favor Ivan..por favor...já deu né?!

(faltam 6 e faltam 53)

*Hoje Crown of love e canção de passarinho*