terça-feira, agosto 29

monstro


aquele que se repete

Foco 5 - Eduardo Valente - Segunda-feira, 28 de agosto 22hs - CINESESC
(Reprise - 29/08 - 21hs - Espaço Unibanco e 31/08 - 16hs e 20 hs Unibanco Arteplex)

Um sol alaranjado - BRA - Eduardo Valente - 2002
Gaivotas - BRA - Cristian Borges - 1997
Tropel - BRA- Eduardo Nunes - 2000
Sobre a Maré - BRA - Guile Martins - 2005
Castanho - BRA - Eduardo Valente - 2002

Mais uma sessão que vale a pena. e para queimar minha língua. tá aí, para quem reclamou da falta de filmes brasileiros bons. uma seleção curiosa. mas não curiosa como um orinitorrinco. curioso porque cheira a coisa arejada.

o critério era fazer uma retrospectiva dos filmes de Eduardo Valente, mas 1) ele tem 3 curtas como diretor; 2) O Monstro, o terceiro já estava em outras duas sessões..a sua repetição numa terceira podia gerar um grande mal estar. Sendo assim, Valente foi curador de sua própria retrospectiva e trouxe para junto de o Sol Alaranjado e Castanho, outros 3 filmes dos quais ele participou d alguma maneira.

e a primeira vista o que parece tão distante no olhar é tão próximo na narrativa.

Sobre a maré é o bom destaque. filho do projeto sal grosso é de uma liberdade visual e sintática que parece que eles acabaram de inventar o cinema. quase uns Meliès seus realizadores.

já gaivotas é bem mais parrudo de bagagem teórica e por isso mesmo, aparentemenet mais pesadão e engesado.

Tropel traz um bom começo em plano sequência se que desmonta tão logo a CAM é desmonatada e trazida para o chão...mas aqui aflora novamente o gosto de Eduardo por planos mais longos do que os convecionais.

Sol alaranjado já é aquele velho conhecido. mas hoje com outros olhos. sinto a falta de alguma coisa no critério de seleção de enuqdramento...

Castanho é mais redondo (perdão pelo trocadilho) que os outros... um filme simpático...

saio com uma sensação de vergonha própria. foi quase prova cabal de o quanto minha cabeça mingou. onde foram parar as idéias? e principalmente..a vontade!(a raça)

preciso urgente fazer alguma coisa, porque nem aquilo que estou fazendo tenho fito direito tamanha a falta de vontade. (a palavra certa é: frustração)

*Lição do dia: quem fala o que quer escuta o que não quer..sem excessões*

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home