sábado, novembro 18

a falta


a segurança do nada

Epilogo

recusei ir para o rio. escolha saudável. mas ontem de noite sonhei com as linhas de metrô..de lá...
com o maracananzinho e todas estas vainas.

está tudo empacotado, segunda feira esta sala será uma lembrança. um espaço vazio. e não há, agora porque tirar o peso das palavras.

vim para cá porque precisava. e depois porque precisava outra coisa. e por fim nada do que eu precisava veio. nem mesmo o que talvez fosse o mais importante mas que na listagem estava em n.10. agora, entresafra, n.1. e a real é que tudo isso é um saco.

mas agora nem vai dar para ser claro. vim pra cá para ir pra lá. e lá encontrei pistas e coisas valiosas, inclusive a mim mesmo. aquele que voltou sabia exatamente o taman ho da roubada que era seguir, sabia do manicômio, das dores... e por fim, desconfiava que a escolha de não seguir podia ser dolorido, como de fato é. mas uma amputação necessária. foi bom, não posso reclamar da minha inépcia.

agora quero estar mais tranquilo, para quem sabe, um dia te esbarrar por ai. calminho, calminho...enfim, cheguei 3 meses atrasado, mas cheguei, talvez até tenha passado da linha, telvez nem devesse ter dado cutucões no seu ombro. isso não é uma desculpa nem um pedido de ... maneira nenhuma.

no meio disso tudo, noites em claro, cenários, objetos, corridas, entre dançar, cantar arcade e interpol a plenos pulmões...e por fim a pedidos finjir que te errava... e nos últimos meses até que finji bem...e é isso...então ficamos assim. bjotchau.

no fundo eu sou mesmo é grato por tudo. obrigado

mas o que eu queria mesmo era poder fazer filmes com meus amigos, dar risada, pagar as contas e ainda poder estudar.

(preciso é de roupa nova)

reasons for silence (Eds song)
the delgados
the great Eastern

Give me an age where I don't know a thing
Where black and white offers me peace from the din
Bright lights, cat fights, leave me cold
Recent encounters are telling me why
my reasons for silence are so justified
I can hear you, please turn down

All these pretenders pretending to be
How do they recognise people they see?
Lives by numbers, pass me by
Centred around what they know isn't true
but what is needed for distorted view
Try not to think now, you've been warned

I tried to fake it but I got found out
Fakers who fake it are on their way out
It's just me but I'll let myself be and the others go free
But I know who will win
I'm on the outside

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home