quinta-feira, março 2

Mu


Mestre


"...Muito já se constatou sobre a vida e a representação dela no cinema. Isso tornou-se tão natural, que as pessoas perdem o fôlego e se assutam quando vêem na tela algo verdadeiro, quer seja um gesto de criança em segundo plano, quer seja um pássaro que voa atrvés da imagem, ou ainda uma nuvem que por um momento projeta sua sombra. O cinema atual tem raros momentos de verdade, dificilmente mostra as pessoas e as coisas como realmente são.Essa era uma particularidade nos filmes de Ozu, sobretudo os últimos. Eles tinham esses momentos de verdade. Não apenas momentos, eram grandes extensões de verdade, que duravam das primeiras até as últimas imagens. Eram filmes que tratavam sempre da vida propriamente dita, e nos quais os homens se revelavam, assim como as coisas, as cidades e as paisagens se revelavam. Uma arte e uma representação da realidade como essa não existe mais no cinema..."

Win Wanders - Tokio Ga

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home